Sexta-feira, 22 de Junho de 2007

A janela permanece fechada

O céu está tão limpo

Porque tenho de fechar a janela?

Poque não posso ficar ao relento

Viver meu sentimento

.

E tenho de continuar presa

Fechada

Não há beleza

Nem que a gaiola fosso dourada

.

Se calhar está frio

Como a correria de um rio

Mas sonho com vida

Com liberdade

Como será viver de verdade

.

A Lua costumava-me olhar

Essa que eu costumava admirar

Já não é prestada atenção

Chego-me a esquecer da intenção

.

Nunca pedi um desejo

A esses minúsculos seres brilhantes

E agora vejo

Que nunca me lembrei disso antes

.

Gostava de andar por aí

Correr contra o vento

Vaguear

Como se o mundo fosse lento

.

Gostava de voar

Tocar o ar

Não quero mais sentir o chão

Nem o peso da minha mão

.

Gostava de sentir

A chuva na cara

Não ter de fugir

Do que eu alguma vez amara

.

Gostava de conhecer

Todas as cores do mundo

Saber nadar

E deixar-me ir ao fundo

.

Gostava de tocar

Em cada grão desta terra

Visitar todas as montanhas

Cada serra

.

Gostava que a neve

Estivesse ao meu alcance

Que o vento me leve

Ao que ainda só vi de relance

.

Como seria estar

No meio do mar?

Como seria perder

Quando todos te dizem para vencer?

.

Como seria viver

Lá fora, ser libertada

Queria viver

Mas a janela permanece fechada

I'm feeling: closed

♥Who am I?♥

♥Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


♥recent poems♥

A janela permanece fechad...

♥tags♥

todas as tags

♥pesquisar